domingo, 28 de fevereiro de 2010

Se possível

Se for possível, só se possível, não quero atrapalhar a sua vida, não mesmo, mas se for possível, me tira dessa vida de angústias, lágrimas e música ruim.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Seria mesmo?


Se eu conseguir, eu saio correndo e não volto mais. Só pra poder fazer aquilo que eu não quero, ou não posso, seria isso?

Seria mais patético do que qualquer coisa.

Seria algo mais que estranho.

Ou não seria nada.

Seria?

Será que tem alguém aí?

E aqui?

Aqui não.

O que há aqui são pernas, braços, asas...

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Pulando do décimo segundo andar

Se nada mais der certo, eu pulo do décimo segundo andar do seu prédio. Faço um estrago na avenida mais bonita de São Paulo. Deixo você morta... não como eu... morta de vergonha, ou seria de remorso?

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

I miss you


Sinto o seu cheiro, o cheiro bom dos seus cabelos, sinto saudade, saudade da sua pele macia, da vontade que tenho de estar ao seu lado, saudade de tudo o que fazemos juntas, sinto saudade daquilo que ainda não aconteceu, saudade de você, de você por inteira nos meus braços, no meu abraço apertado. Sinto, sinto a sua falta.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Ninguém vai entender. Eu não quero SÓ uma profissão, eu quero uma carreira e vou atras disso. Sim, é isso que eu digo, eu vou atras do que eu quero pra mim. Tenho muito o que viver ainda, nessa vida de escolhas e eu escolhi esperar um pouco mais e ter aquilo que EU quero, aquilo que EU acho bom pra mim. Obrigadar por me entender, me apoiar e estar aqui comigo.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Quando estou com ela.


Um dos momentos em que me sinto bem.