quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Seria mesmo?


Se eu conseguir, eu saio correndo e não volto mais. Só pra poder fazer aquilo que eu não quero, ou não posso, seria isso?

Seria mais patético do que qualquer coisa.

Seria algo mais que estranho.

Ou não seria nada.

Seria?

Será que tem alguém aí?

E aqui?

Aqui não.

O que há aqui são pernas, braços, asas...

Nenhum comentário: