sexta-feira, 19 de março de 2010

CORTA


Elas estavam com os textos gravados na cabeça, iam falar tudo sem pensar, como se fosse um teatro, uma novela, um filme.

Na hora, lágrimas, palavras mal ditas, mal entendidas. O texto completamente errado. Desconexo, nada como haviam ensaiado.

Havia dor, mágua, amargura, menos rancor. Não, não havia.

- CORTA! Não é assim.

Tudo resolvido (ou não).

Um comentário:

Nanda disse...

Quem sabe!?!?

Bjo.