segunda-feira, 28 de junho de 2010

o quase tarde.


o coração dela já palpita com os pensamentos positivos, eu sempre disse a ela: admiro muito o seu otimismo. ela nem ligava, achava que eu estava zombando dela e não era nada disso, não mesmo, ela entende, mas tenta me enganar. dizer que não, que as coisas não são assim. agora descobrimos juntas a forma de mudar essa história. ela sempre falando das borboletas que encontra, quando acorda, quando vai dormir, quando vai comer, quando o telefone toca, é uma loucura só, já pedi para ela ter calma, tanto ela, quando eu sabemos que tudo se resolve com o tempo, que o tempo é o amigo das horas, tudo bem que existe a tal impaciência, algo que ela não entende é que tem que ter calma, que quando menos esperar vai aparecer, vai acontecer. aquilo de quase tarde.

ao som de:
California Dreamin'
The Mamas and the Papas

Composição: John Phillips / Michelle Phillips

Nenhum comentário: