quinta-feira, 15 de julho de 2010

devaneio V

nunca mais se falaram, será que ela conseguiu fazer com que ele fosse embora? agora ela confessa que sente falta das broncas, dos conselhos, dos desastres, dos gritos que ela dava quando ele não calava a boca ou quando ele falava algo que a irritava. mas ela mesma, me fala agora: não sinto falta. não sei, ela me fala com dúvida. e continua: tá, ok. ele me deu muitos conselhos e falou que eu teria que saber como mandá-lo embora, consegui mandar? sem fazer nada?

Um comentário:

Júnior de Paiva / Dish disse...

e o quer de volta?
Será que afirmar que não sentes falta é uma maneira de afirmar que sentes?



Gostei muito!
Texto atualizado no meu blog!
Beijo!