sábado, 11 de dezembro de 2010

de uns tempos pra cá

eu senti uma vontade imensa de escrever para você hoje. me lembro muito bem que um dia você me pediu isso, achei lindo mas me perguntei se eu saberia fazer isso, foi estranho também, nunca tinham me pedido isso. me perguntei - também - se você ainda se lembrava, ou sei lá, se um dia você irá ler tudo isso. pensei em te ligar, queria/quero saber de você, como estão as coisas, a vida, a mulher, as viagens, os trabalhos, tudo. era bonito ler você falando de suas paixões, dos amores, das vontades.
sabe que sinto saudades das broncas que cada um dava em cada um (mais eu em você do que você em mim)! (risos).
eu lembro de quando passávamos horas e mais horas conversando e que nós nos aconselhávamos a fazer coisas estranhas e, ao mesmo tempo, dizíamos que eu deveríamos fazer o que eu achávamos melhor, a cabeça era minha/sua, o coração também.
eu lembro de você quando ouço essa música, você gostava tanto.

Nenhum comentário: